domingo, 18 de maio de 2008

Maio de 1968

O mês de maio de 1968 representou o auge de um momento histórico de intensas transformações políticas, culturais e comportamentais que marcaram a segunda metade do século 20. A música também teve um importante papel nesse período, pois funcionava como mais uma maneira de manifestação dos jovens. Em 1968, o rock internacional e a atmosfera de mudança social eram embalados por letras dos Beatles e dos Rolling Stones. E apesar de em janeiro deste ano, o cantor Roberto Carlos apresentar a última edição do programa "Jovem Guarda", no Teatro Record, em São Paulo, as músicas despolitizadas de Roberto, Vanderléia e Erasmo Carlos ainda faziam sucesso no Brasil . A ascensão dos tropicalistas marcou, também, este período.

A Noite do Vinil desta quarta-feira, 21 de Maio, será para comemorarmos, 40 anos passados, o legado positivo deste momento histórico ouvindo The Beatles, Rolling Stones, Jovem Guarda e os grandes nomes dos Festivais (Mutantes, Tom Jobim, Tom Zé, Gilberto Gil, Gal Costa entre outros).

Será uma agradável e longa noite, véspera de feriado... Se você tem vinil de algum destes, traga, compartilhe... se não tem, traga sua alegria. O que a gente tiver por aqui, ouve junto.

A Noite do Vinil acontece toda Quarta-feira, a partir das 22h.
Taberna Don Tutti (Rua das Palmeiras - Próximo ao Churrasquinho do Luiz).

3 comentários:

Adriana disse...

Sim,sim,sim!
Vai ser bom demais!
Chegarei com meus bolachões!

Beijo e até lá.

Simone Pedro disse...

Beatles? Vai dar sono...

Adriana disse...

Ah, Simone... Garanto que te faço dan~çar ao som deles. Garanto!

=*